NOVIDADES

 
ALPMJ em conferência na Madeira
with Sem comentários

  O projeto Literacia para os Media e Jornalismo foi um dos destaques da conferência ‘Desinformação e Literacia Mediática na Madeira’, que decorreu a 17 de setembro, no Centro Cultural … Ler Mais

Jornalistas madeirenses formados em Literacia para os Media
with Sem comentários

  Uma dezena de jornalistas de diversos órgãos de informação madeirenses participou no passado sábado, 18 de setembro, no seminário Literacia para os Media e Jornalismo, organizado pela ALPMJ e … Ler Mais

Arranca projeto de literacia entre Portugal e Espanha
with Sem comentários

No próximo dia 30 de setembro, na Universidade de Navarra, em Pamplona, será dado o tiro de partida para um dos maiores projetos de investigação de sempre na área da … Ler Mais

PRÓXIMAS AÇÕES

 

SOBRE O PROJETO

A Associação Literacia para os Media e Jornalismo tem por missão disponibilizar a professores e outros públicos metodologias, recursos e ferramentas que possam ser usadas em atividades de literacia para os media com alunos, comunidades escolar e educativa, ou outras.

Compreender os media

Abordar os media na era da pós-verdade implica um enquadramento muito focado em quem são os media e como funcionam, bem como as funções dentro de uma redação, versando ainda sobre o online e jornalismo digital e como se lê e consome notícias na atualidade, incluindo via redes sociais.

Criar espírito crítico

As novas gerações têm um outro perfil de consumir notícias, nomeadamente através de imagens e vídeos, e consumo via telemóvel. Para criar um espírito crítico perante a informação, é importante comunicar o perfil dos jornalistas, como se constrói uma notícia, os valores-notícia/ critérios de noticiabilidade ou os elementos do jornalismo.

Incentivar a criatividade

O incentivo da criatividade de jovens pode ser desenvolvido através do trabalho com fontes de informação para jornalistas e para o público em geral, o conhecimento dos géneros jornalísticos e a hibridização de géneros no jornalismo digital, e o alerta para o perigo das notícias falsas, o que pode contribuir para a formação de públicos ativos e críticos em relação à informação, e conhecedores dos mecanismos de denúncia.